???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1035
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudos dos impactos ambientais no Parque Estadual do Morro do Diabo mediante à análise historiográfica de Teodoro Sampaio – São Paulo
Título(s) alternativo(s): Environmental impacts at Morro do Diabo State Park studies through Teodoro Sampaio - São Paulo Historiographic Analysis
Autor: MOURA, Marta Aparecida de 
Primeiro orientador: ARANA, Alba Regina Azevedo
Primeiro coorientador: SILVA, Paulo Antonio da
Primeiro membro da banca: TAKENAKA, Edilene Mayumi Murashita
Segundo membro da banca: Hespanhol, Rosangela Aparecida de Medeiros
Resumo: Historicamente o Homem sempre necessitou prover-se dos recursos naturais, objetivando assim manter sua própria espécie, garantindo seu processo de reprodução. Porém, em nome desde domínio, a humanidade degradou, poluiu, desmatou e devastou diversos territórios, sem de fato preocupar-se com as consequências dos seus atos. Assim, ainda em nossa contemporaneidade, esta Humanidade ainda mantém tais práticas depredatórias. Portanto, para compreender esta relação de causalidade, seus efeitos e suas consequências foi escolhido como objeto de estudo o Parque Estadual do Morro do Diabo para a análise e produção de uma temporalidade histórica das ações humanas, dos impactos e danos causados, dentre os anos de 1941-2006 (65 anos) que este estudo refere-se. O Parque Estadual do Morro do Diabo, localizado no município de Teodoro Sampaio, estado de São Paulo, foi fundado como “status” de Reserva Florestal em 29 de Outubro de 1941, já em 04 de Junho de 1986 recebeu o atual título de Parque Estadual e em de 16 de Junho de 2002 por um Decreto da Presidência da República, próximo as suas áreas de preservação foi criado a ESEC – MLP (Estação Ecológica Mico-Leão Preto). Este trabalho foi construído buscando dar sentido e veracidade a um dos seus principais objetivos: periodizar, mediante análise comparativa, as ações humanas e os respectivos impactos causados desde a legalização do PEMD. A hipótese adotada neste estudo foi à concepção que a ação humana ocasiona interferências diretas no objeto de estudo (PEMD). Mediante isso, as investigações foram concebidas inicialmente na Pesquisa Bibliográfica, comparando as ideias e concepções de diversos autores, tais como podemos citar: Arana e Almirante (2007), Instituto Florestal (2006), Leite (1998), Rezende (2014), Souza (2002), Vasques (1973), Verges (2013), entre outros. Com tais ideias foram construídas análises comparativas da ação humana e suas consequências configuradas como: interferências, impactos ou danos ambientais, sendo apresentados gráficos, tabelas e dados estatísticos das perdas territoriais (denominadas neste como território resultante). A pesquisa foi direcionada pelos métodos quali-quantitativo e dedutivo, pois as interpretações partiram das concepções macro para micro, bem como na construção da lineariedade histórica. Preliminarmente podemos concluir que ocorreu uma perda gradativa territorial de 9,31% que corresponde a 3.311,35 hectares dentre os 65 anos que compõe este estudo, e dentre estes o dano ambiental mais devastador foi a implantação, construção e geração de energia da Usina Hidrelétrica de Rosana, que ceifou cerca de 1.944,06 hectares, em números absolutos, por volta de 5,53% da área total. Portanto, compreendemos a suma importância deste estudo, no qual constitui-se como um colaborador para a compreensão da ação antrópica sobre o meio estudado, pois ainda o homem exerce totalmente sua influência, gerando perdas territoriais e da biodiversidade local.
Abstract: Historically man always needed to provide by natural resources, in intention to maintain their own kind. However, in the name of that humanity polluted, deforested and devastated many territories without worrying about the consequences of their actions. Even now this Humanity still maintain such predatory practices. So to understand this causality relation, its effects and its consequences was chosen as study object Morro do Diabo State Park to make an analysis and production of human actions, damages and impacts historical temporality between 1941 and 2006 (65 years) which this research refers. Morro do Diabo State Park is located in the municipality of Teodoro Sampaio, São Paulo. It was founded within a Forest Reserve status on October, 29th, 1941, receiving the current title of State Park on June, 4th, 1986 and on June, 16th, 2002 by a Presidential Decree near its preservation areas was created ESEC - MLP (Mico-Leão-Preto Ecological Station).This work was built to give meaning and truth to one of its main objectives: periodize by comparative analysis human actions and their impacts caused since MDSP legalization. The hypothesis adopted in this study was the conception that human action causes direct interferences in the study object (MDSP). Through this, the survey was initially designed guided by the Bibliographical Research comparing the ideas and concepts of various authors, such as include: Arana e Almirante (2007), Instituto Florestal (2006), Leite (1998), Rezende (2014), Souza (2002), Vasques (1973), Verges (2013), and other more. With such ideas were built comparative analysis of human action and its consequences, configured the interference impacts or environmental damage, using graphs, tables and statistics of territorial losses (termed here as resulting territory). The study was supported by qualitative and quantitative and deductive methods because the interpretations started in the macro for micro concepts as well as in the construction of historical linearity. Preliminarily we can conclude that there was a gradual territorial loss of 9.31% corresponding to 3311.35 hectares along the 65 years which compound this survey, and among these the most devastating environmental damage was the implementation, construction and energy generation in Rosana Hydroelectric Plant, which took approximately 1944.06 hectares in absolute numbers around 5.53% of the total area. So we understand the great importance of this study, which was established as a contributor to the human action understanding on the anthropic action at the studied environment, because the man still fully exerts its influence generating territorial and local biodiversity loss.
Palavras-chave: Parque Estadual do Morro do Diabo; Ação Antrópica; Dano Ambiental.
Morro do Diabo State Park; Anthropic action; Environmental damage.
Área(s) do CNPq: OUTROS::CIENCIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
Programa: Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
Citação: MOURA, Marta Aparecida de. Estudos dos impactos ambientais no Parque Estadual do Morro do Diabo mediante à análise historiográfica de Teodoro Sampaio – São Paulo. 2017. 139 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1035
Data de defesa: 27-Mar-2017
Appears in Collections:Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marta Aparecida de Moura.pdfDissertação - Marta Aparecida de Moura4,92 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.