???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1112
Tipo do documento: Dissertação
Título: Potenciais impactos de poluentes do ar sobre a biodiversidade urbana: uma abordagem em plantas da família Myrtaceae
Título(s) alternativo(s): Potential impacts of air pollutants on urban biodiversity: an approach in speces of the family Myrtaceae
Autor: Brito, Lucilene de 
Primeiro orientador: Silva, Paulo Antonio da
Primeiro coorientador: Fluminhan Junior, Antonio
Primeiro membro da banca: Uliana, Maíra Rodrigues
Segundo membro da banca: Takata, William Hiroshi Suekane Takata
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral, estudar os impactos, da poluição do ar oriunda de tráfego de veículos na flora em um gradiente ambiental urbanizado. Os dados foram obtidos em áreas de fluxo de alta e baixa intensidade de tráfegos de veículos, em áreas urbanas. Foram selecionadas plantas “in situ” de acordo com os ambientes. Um terceiro ambiente foi estipulado, para as plantas controle em área rural, livre de tráfego de veículos. Avaliou-se a circulação de veículos em cada ambiente, na forma de verificar os efeitos sob as plantas. Foram calculados índices da simetria das folhas, bem como os tamanhos dos botões florais, frutos e sementes. Foi realizado teste de ocorrência de micronúcleos na fase tétrades de uma forma bem padronizada. Também foram realizadas observações sistemática do melhor ponto do botão floral para viabilidade polínica, e o melhor valor de pH para germinação dos grãos de pólen em diferentes condições ambientais. Os dados dos parâmetros avaliados (ou variáveis) foram agrupados por espécies vegetais e ambientes, e testados quando a normalidade usando o teste de Kolmogorov-Smirnov. Foram usadas análises de variância fatorial (ANOVA), seguido do teste Tukey, para verificar diferenças nas variáveis (Systat 10.2). A simetria foliar apresentou variação entre os ambientes (p < 0,05), indicando efeito da poluição do ar. Na análise da morfometria floral, as plantas diminuíram partes das estruturas reprodutivas (p < 0,05) em ambiente com maior circulação de veículos. Por outro lado, também aumentaram partes das estruturas dos botões florais, em ambientes poluídos (p > 0,05). Tal efeito se estende para células mãe do grão de pólen, apresentando maiores frequências de micronúcleos (p < 0,05) em ambiente de alta intensidade de tráfego veicular. Os efeitos da poluição do ar foram maiores ainda nos processos fisiológicos da viabilidade polínica e na germinação dos grãos de pólen, bem como o comprimento do tubo polínico (p < 0,05). Do mesmo modo, frutos, sementes e comprimento de raízes, tiveram tamanhos reduzidos em ambientes com maior circulação de tráfego de veículos (p < 0,05). No entanto, uma das espécies apresentou frutos e números de sementes maiores em área urbana (p < 0,05). Portanto, nos resultados, as três plantas da família Myrtaceae, podem ser consideradas plantas bioindicadoras ou biosensores por apresentarem alterações nas estruturas morfológicas, potencialmente fisiológicas, e genéticas quando expostas a diferentes níveis de poluição, provenientes do tráfego de veículos em áreas urbanizadas.
Abstract: This research had as general objective, to study the impacts of air pollution originating from vehicle traffic on the flora in an urbanized environmental gradient. The data were obtained in areas of high and low traffic flow of vehicles, in urban areas. In situ plants were selected according to the environments. A third environment was stipulated, for the control plants in rural area, free of vehicular traffic. The circulation of vehicles in each environment was evaluated in order to verify the effects under the plants. Leaf symmetry indexes were calculated, as were the size of flower buds, fruits and seeds. The micronucleus test was performed in the tetrad stage in a very standardized way. We also performed systematic observations of the best floral button spot for pollen viability, and the best pH value for germination of pollen grains under different environmental conditions. The data of the evaluated parameters (or variables) were grouped by plant species and environments, and tested when normal using the Kolmogorov-Smirnov test. Analysis of factorial variance (ANOVA), followed by the Tukey test, were used to verify differences in the variables (Systat 10.2). The leaf symmetry presented variation between the environments (p <0.05), indicating effect of air pollution. In the analysis of floral morphometry, the plants decreased parts of the reproductive structures (p <0.05) in an environment with greater circulation of vehicles. On the other hand, parts of flower buds were also increased in a polluted environment (p> 0.05). Such effect extends to pollen grain mother cells, with a higher frequency of micronuclei (p <0.05) in a high intensity environment of vehicular traffic. The effects of air pollution were even greater on the physiological processes of pollen viability and germination of pollen grains, as well as the length of the pollen tube (p <0.05). Likewise, fruits, seeds and root length had reduced sizes in environments with greater vehicular traffic circulation (p <0.05). However, one of the species presents fruits and number of seeds larger in urban area (p <0.05). Therefore, in the results, the three plants of the family Myrtaceae, can be considered bioindicating plants or biosensors because they present alterations in the morphological structures, potentially physiological, and genetic when exposed to different levels of pollution, from vehicular traffic in urbanized areas.
Palavras-chave: Bioindicadores
Ecologia urbana
Fenologia vegetal
Poluição veicular
Processos ecológicos
Bioindicators
Urban ecology
Plant phenology
Vehicular pollution
Ecological processes
Área(s) do CNPq: OUTROS::CIENCIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
Programa: Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
Citação: BRITO, Lucilene de. Potenciais impactos de poluentes do ar sobre a biodiversidade urbana: uma abordagem em plantas da família Myrtaceae. 2018. 81 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1112
Data de defesa: 27-Apr-2018
Appears in Collections:Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lucilene de Brito_ Dissertação.pdf1,87 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons