???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1235
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação do dano bucal frente à exposição aguda e crônica ao herbicida ácido 2,4-diclorofenóxiacético (2,4-D)
Título(s) alternativo(s): Evaluation of buccal damage associated with acute and chronic exposure to herbicide 2,4-dichlorofenoxyacetic acid (2,4-D)
Autor: Parizi, José Luiz Santos 
Primeiro orientador: Nai, Gisele Alborghetti
Primeiro membro da banca: Thomaz Junior, Antonio
Segundo membro da banca: Camargo Filho, José Carlos Silva
Terceiro membro da banca: Mendes, Leonardo de Oliveira
Quarto membro da banca: Nogueira, Rosa Maria Barilli
Resumo: Introdução: O ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D) foi o primeiro herbicida seletivo produzido e é amplamente utilizado no mundo todo. Suas características (toxicidade, persistência e bioacumulação) o tornam prejudicial à saúde humana. A mucosa bucal é umas das primeiras a serem contaminadas por agrotóxicos. Objetivo: Avaliar os possíveis efeitos sobre a mucosa bucal da exposição aguda e crônica ao herbicida 2,4-D. Material e métodos: Fase aguda: foram utilizados 80 camundondos Swiss adultos, machos, divididos em 4 grupos (n=20), avaliados em diferentes intervalos de tempo (24h, 48h, 72h e 8 dias), 5 animais/período: SG: nebulização com solução de cloreto de sódio; LCG: nebulização do pesticida com 3,71 x 10-3 gramas de ingrediente ativo por hectare (g.i.a/ha); MCG: nebulização do pesticida com 6,19 x 10-3 g.i.a/ha; HCG: nebulização do pesticida com 9,28 x 10-3 g.i.a/ha. Fase crônica: foram utilizados 80 ratos Wistar albinos, machos, adultos, divididos em oito grupos (n=10): ICG - Grupo Controle Inalatório, expostos à nebulização com água destilada; OCG - Grupo Controle Oral, receberam ração nebulizada com água destilada; ILCG Grupo de Baixa Concentração Inalatório: expostos à nebulização ao herbicida com 3,71 x 10-3 g.i.a/ha; OLCG: Grupo de Baixa Concentração Oral: receberam ração nebulizada com o herbicida com 3,71 x 10-3 g.i.a/ha; IMCG: Grupo de Média Concentração Inalatório, expostos à nebulização ao herbicida com 6,19 x 10-3 g.i.a/ha; OMCG: Grupo de Média Concentração Oral, receberam ração nebulizada com o herbicida com 6,19 x 10-3 g.i.a/ha; IHCG: Grupo de Alta Concentração Inalatório, expostos à nebulização ao herbicida com 9,28 x 10-3 g.i.a/ha; OHCG: Grupo de Alta Concentração Oral, receberam ração nebulizada com o herbicida com 9,28 x 10-g.i.a/ha. Os animais da fase crônica foram eutanasiados 6 meses após o início do experimento. Coletou-se a língua para análise histopatológica. Resultados: Houve diferença entre as concentrações de exposição e a intensidade de congestão tecidual na exposição aguda e crônica. Hiperceratose só ocorreu nos animais expostos cronicamente por via oral. Houve aumento no número de regiões organizadoras de nucléolos (NORs) no epitélio do dorso em associação com a concentração do 2,4-D na exposição aguda e crônica (p <0,001). A via inalatória foi mais associada a aumento de figuras de mitose e NORs. A via oral esteve mais relacionada à hiperceratose e intensidade de congestão tecidual. Conclusão: A exposição aguda e crônica a altas doses de 2,4-D causou um aumento na intensidade de congestão, no índice de proliferação celular, e na espessura do epitélio da língua e estimulou a resposta inflamatória precoce do tecido.
Abstract: Introduction: The 2,4-dichlorophenoxyacetic acid (2,4-D) was the first selective herbicide produced and is widely used worldwide. Its characteristics (toxicity, persistence and bioaccumulation) make it harmful to human health. The mucosa of the oral cavity is one of the first areas that is contaminated by pesticides. Objective: To evaluate the possible effect on the oral mucosa of acute and chronic exposure to the 2,4-D herbicide. Material and methods: Acute phase: 80 male adult Swiss mice were divided into 4 groups (n = 20), evaluated at different time intervals (24h, 48h, 72h and 8 days), 5 animals/period: SG: nebulization with sodium chloride solution; LCG: pesticide nebulization with 3.71 x 10-3 grams of active ingredient per hectare (g.a.i./ha); MCG: pesticide nebulization at 6.19 x 10-3 g.a.i./ha; HCG: pesticide nebulization at 9.28 x 10-3 g.a.i./ha. Chronic phase: 80 adult male albino Wistar rats were divided into eight groups (n = 10): ICG - Inhaled Control Group, exposed to nebulization with distilled water; OCG - Oral Control Group, received nebulized ration with distilled water; ILCG Inhaled Low Concentration Group: exposed to nebulization to the herbicide at 3.71 x 10-3 g.a.i./ha; OLCG: Low Oral Concentration Group: received 3.71 x 10-3 g.a.i./ha nebulized feed with herbicide; IMCG: Inhalation Medium Concentration Group, exposed to nebulization to the herbicide at 6.19 x 10-3 g.a.i./ha; OMCG: Medium Oral Concentration Group, received nebulized ration with the herbicide with 6.19 x 10-3 g.a.i./ha; IHCG: Inhalation High Concentration Group, exposed to nebulization to 9.28 x 10-3 g.a.i./ha herbicide; OHCG: Group of High Oral Concentration, received nebulized ration with the herbicide with 9.28 x 10-3 g.a.i./ha. The animals of the chronic phase were euthanized 6 months after the beginning of the experiment. The tongue was collected for histopathological analysis. Results: There was a difference between exposure concentrations and tissue congestion intensity in acute (p = 0.002) and chronic (p = 0.000) exposure. Hyperkeratosis only occurred in chronically exposed animals orally. There was an increase in the number of nucleoli organizing regions (NORs) in dorsum in association with the concentration of 2,4-D in acute and chronic exposure (p < 0.001). The inhalation route was more associated with increased of mitotic figures and NORs. The oral route was more related to hyperkeratosis and intensity of tissue congestion. Conclusion: Acute and chronic exposure to high doses of 2,4-D caused an increase in congestion intensity, cell proliferation index, and tongue epithelium thickness and stimulated early inflammatory tissue response.
Palavras-chave: Leucoplasia Bucal. Inflamação. Agroquímicos. Exposição a Praguicidas. Exposição ambiental.
Leukoplakia Oral. Inflammation. Agrochemicals. Pesticide Exposure. Environmental Exposure.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Programa: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Citação: Parizi, José Luiz Santos. Avaliação do dano bucal frente à exposição aguda e crônica ao herbicida ácido 2,4-diclorofenóxiacético (2,4-D). 2019. 111f. Tese (Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1235
Data de defesa: 2-Dec-2019
Appears in Collections:Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Luiz Santos Parizi.pdfJosé Luiz Santos Parizi14,31 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.