???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1285
Tipo do documento: Tese
Título: Dano hepático, renal e pancreático associado à exposição crônica via inalatória e via oral ao ácido diclorofenóxiacético (2,4-D)
Título(s) alternativo(s): Hepatic, renal and pancreatic damage associated with chronic exposure to oral and inhaled 2,4-dichlorophenoxy acetic acid (2,4-D)
Autor: Bonfim, Daniel José Pimentel 
Primeiro orientador: Nai, Gisele Alborghetti
Primeiro membro da banca: Oliveira, Karina Maria Basso de
Segundo membro da banca: Camargo Filho, José Carlos Silva
Terceiro membro da banca: Anjolette, Fernando Antonio Pino
Quarto membro da banca: Mendes, Leonardo de Oliveira
Resumo: O ácido 2,4-diclofenoxiacético (2,4-D) é um dos herbicidas mais utilizados no mundo. Alguns estudos mostram alterações hepáticas e renais em animais associadas à exposição por curto período de tempo ao 2,4-D. Objetivo: Avaliar o possível efeito tóxico da exposição crônica por via oral e inalatória do herbicida 2,4-D para fígado, rim e pâncreas. Material e métodos: Utilizaram-se 80 ratos Wistar albinos, machos, adultos, divididos em oito grupos (n=10): I0: nebulização com água destilada; O0: ração nebulizada com água destilada; I3: nebulização com 3,71 x 10-3 gramas de ingrediente ativo por hectare (g.i.a/ha) de 2,4-D; O3: ração nebulizada com 3,71 x 10-3 g.i.a/ha de 2,4-D; I6: nebulização com 6,19 x 10-3 g.i.a/ha; O6: ração nebulizada com 6,19 x 10-3 g.i.a/ha de 2,4-D; I9: nebulização com 9,28 x 10-3 g.i.a/ha de 2,4-D; O9: ração nebulizada com 9,28 x 10-3 g.i.a/ha de 2,4-D. Os animais foram expostos durante 6 meses. Amostras de sangue foram coletadas para avaliar a função hepática e renal, e fígado, rim, baço e pâncreas para análise histopatológica. Resultados: Houve diferença significativa na dosagem de ALT (alanino aminotransferase) entre os grupos (p = 0,002). Os grupos expostos ao 2,4-D por via oral apresentaram maior incidência de esteatose e os grupos expostos a altas doses apresentaram mais inflamação hepática (p = 0,001). Todos os animais do grupo I9 e O9 apresentaram degeneração hidrópica tubular (p=0,0001). 42,4% dos animais expostos ao 2,4-D apresentaram atrofia das ilhotas de Langerhans (p=0,006). Conclusão: A simulação da exposição crônica ambiental ao herbicida 2,4-D, tanto por via oral e quanto inalatória, acarretou em alterações histopatológicas hepáticas, renais e pancreáticas.
Abstract: Dichlorophenoxyacetic acid (2,4-D) is one of the most widely used herbicides in the world. Some studies show hepatic and renal changes in animals associated with short-term exposure to 2,4-D. Objective: To evaluate the possible toxic effect of chronic exposure of 2,4-D herbicide to liver, kidney and pancreas. Material and methods: Eighty male albino Wistar rats were divided into eight groups (n = 10): I0: nebulization with distilled water; O0: nebulized feed with distilled water; I3: nebulization with 3.71 x 10-3 grams of active ingredient per hectare (g.a.i. / ha) of 2,4-D; O3: nebulized feed with 3.71 x 10-3 g.a.i./ha of 2,4-D; I6: nebulization with 6.19 x 10-3 g.a.i./ha; O6: nebulized feed with 6.19 x 10-3 g.a.i. /ha of 2,4-D; I9: nebulization with 9.28 x 10-3 g.a.i. /ha of 2,4-D; O9: nebulized feed with 9.28 x 10-3 g.a.i. /ha of 2,4-D. The animals were exposed for 6 months. Blood samples were collected to evaluate liver and renal function, and liver, kidney, spleen and pancreas for histopathological analysis. Results: There was a significant difference in ALT (alanine aminotransferase) between groups (p = 0.002). The groups exposed to oral 2,4-D had a higher incidence of steatosis and the groups exposed to high doses had more hepatic inflammation (p = 0.001). All animals in group I9 and O9 presented tubular hydropic degeneration (p =0.0001). 42.4% of the animals exposed to 2,4-D showed atrophy of the Langerhans islets (p =0.006). Conclusion: The simulation of the chronic environmental exposure to the herbicide 2,4-D, by oral or inhalation route, resulted in histopathological alterations in liver, kidney and pancreas.
Palavras-chave: Agroquímico. Exposição Ocupacional. Exposição Dietética. Estado Pré-Diabético. Modelos Animais.
Agrochemical. Occupational Exposure. Dietary Exposure. Prediabetic State. Models Animal.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Programa: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Citação: Bonfim, Daniel José Pimentel. Dano hepático, renal e pancreático associado à exposição crônica via inalatória e via oral ao ácido diclorofenóxiacético (2,4-D). 2019. 63f. Tese (Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1285
Data de defesa: 4-Nov-2019
Appears in Collections:Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Daniel José Pimentel Bonfim.pdfDaniel José Pimentel Bonfim3,41 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.