???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1288
Tipo do documento: Dissertação
Título: O bullying escolar e a formação do professor na licenciatura em pedagogia: um estudo de caso
Título(s) alternativo(s): The school bullying and the teacher training in pedagogy degree: a case study
Autor: CARAPEBA, Guilherme de Oliveira Lima 
Primeiro orientador: Dias, Carmen Lúcia
Primeiro membro da banca: Francisco , Marcos Vinícius
Segundo membro da banca: Colombo, Terezinha Ferreira da Silva
Resumo: Esta dissertação foi desenvolvida no Programa de Mestrado em Educação da Universidade do Oeste Paulista - Área de concentração: Educação - Linha de Pesquisa: Formação e ação do profissional docente e práticas educativas. Em um ambiente de ensino, seja ele na pré-escola ou nos mais altos níveis de formação é comum a prática de bullying. De origem inglesa, o termo bullying passou a ser utilizado por muitos países como o desejo consciente e deliberado de maltratar uma pessoa e colocá-la sob tensão. Diante dessa violência, alguns questionamentos foram provocados: os alunos das licenciaturas estão sendo preparados em seu curso para a conscientização, prevenção e o enfrentamento do bullying escolar? Saberão eles, enquanto futuros docentes, identificarem um episódio de bullying escolar e intervirem, a fim de evitar maiores consequências? Assim, o objetivo geral desta pesquisa foi analisar a percepção de estudantes de licenciatura em Pedagogia sobre o fenômeno bullying escolar e a formação do professor. E como objetivos específicos: analisar a inserção da temática bullying escolar no Projeto Político do Curso (PPC) e Planos de Ensino da licenciatura em Pedagogia; caracterizar a noção de bullying escolar do ingressante e do concluinte do curso de Licenciatura em Pedagogia e verificar as possíveis diferenças na forma de conceituar bullying escolar do ingressante e do concluinte do curso de Licenciatura em Pedagogia. A presente pesquisa foi desenvolvida sob a ótica da abordagem qualitativa, de caráter exploratório, do tipo Estudo de Caso, tendo como participantes alunos do 3º e 7º termos do curso de licenciatura em Pedagogia de uma IES particular do interior do estado de São Paulo. Fundamenta-se em autores da psicologia da moralidade na perspectiva da teoria cognitivo-evolutiva. Os procedimentos metodológicos envolveram: documentos disponibilizados pelo curso e questionário semiestruturado disponibilizado no Google forms. Para a análise dos dados quantitativos foi utilizada a Planilha Eletrônica MS - Excel e para a categorização das respostas qualitativas recorreu-se à Análise Textual Discursiva. Ao analisarmos a conceituação de bullying, de ambos os termos, pode-se verificar que, de forma geral, ambos possuem conhecimentos que se aproximam da literatura. Por outro lado, foi possível identificar que alguns alunos utilizam tal conceito bem próximo do senso comum. Esse conhecimento ocorre através da mídia, palestras, ambiente escolar e faculdade. Na conceituação sobre bullying, observou-se uma diferença significativa entre os dois termos sendo que o 3º termo apresentou uma indicação mais pontual para atos repetitivos. Esse é um fator importante na diferenciação entre bullying e outros tipos de violência. Embora não conste formalmente no PPC e nos Planos de Ensino, alguns docentes comentam em suas disciplinas sobre o bullying escolar, o que na opinião dos estudantes é fundamental para a formação do professor. Isso nos leva a ressaltar a importância sobre um conhecimento mais específico sobre o bullying pela comunidade escolar, tendo em vista a sua prevenção e enfrentamento, para uma convivência mais democrática e respeitosa no ambiente escolar.
Abstract: This dissertation was developed in the Master’s Program in Education of the Universidade do Oeste Paulista – Concentration area: Education – Line of research: Training and action of teaching professionals and educational practices. In a teaching environment, whether in pre-school or at the highest levels of training, bullying is a common practice. Of english origin, the term “bullying” came to be used by many countries as the conscious and deliberate desire to mistreat and put a person under stress. Given this violence, some questions arise: are undergraduate students being prepared in their course for awareness, prevention and coping with school bullying? Will they, as future teachers, know how to identify an episode of school bullying and intervene in order to avoid further consequences? Thus, the general objective of this research was to analyze the perception of students in pedagogy degree about the phenomenon of school bullying and teacher training. And as specific objectives: to analyze the insertion of the school bullying theme in the Political Project of the Course (PPC) and Teaching Plans of the degree in Pedagogy; to characterize the notion of school bullying of the freshmen and the graduate of the Pedagogy Degree course and to verify the possible differences in the way of conceptualizing school bullying of the freshman and the graduate of the Pedagogy Degree course. This research was developed from the perspective of a qualitative approach, with exploratory character, being a Case Study type, having as participants students from the 3rd and 7th terms of the Pedagogy degree course of a private IES in the interior of the state of São Paulo. It is based on authors of the psychology of morality from the perspective of cognitive-evolutionary theory. The methodological procedures involved: documents made available by the course, semi-structured questionnaire made available on Google Forms. For the analysis of the quantitative data, the Electronic Spreadsheet MS - Excel was used and for the categorization of the qualitative responses, the Discursive Text Analysis was used. When analyzing the concept of bullying, of both terms, it can be seen that, in general, both have knowledge that is close to the literature. On the other hand, it was possible to identify that some students use this concept very close to common sense. This knowledge occurs through the media, lectures, school environment and college. In the concept of bullying, there was a significant difference between the two terms, with the 3rd term showing a more specific indication for repetitive acts. This is an important factor in differentiating between bullying and other types of violence. Although it is not formally mentioned in the PPC and in the Teaching Plans, some teachers comment in their disciplines about school bullying, which in the students opinion is fundamental for teacher training. This leads us to emphasize the importance of a more specific knowledge about bullying by the school community, with a view to its prevention and coping, for a more democratic and respectful coexistence in the school environment.
Palavras-chave: Violência
Bullying Escolar
Ensino Superior
Licenciatura em Pedagogia
Formação do Professor
Violence
School Bullying
University Education
Degree in Pedagogy
Teacher Training
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Mestrado em Educação
Programa: Mestrado em Educação
Citação: CARAPEBA, Guilherme de Oliveira Lima. O bullying escolar e a formação do professor na licenciatura em pedagogia: um estudo de caso. 2020. 134 p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1288
Data de defesa: 29-Jan-2020
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Guilherme de Oliveira Lima Carapeba.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons