???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1304
Tipo do documento: Dissertação
Título: Suplementação com quercetina reduz a dislipidemia e a esteatose hepática em ratos alimentados com dieta obesogênica
Título(s) alternativo(s): Supplement with kercetin reduces dyslipidemic and hepatic steatosis in rats feeded with obesogenic diet
Autor: Maia, Joicy Priscila da Costa 
Primeiro orientador: Reis, Luis Souza Lima de Souza
Primeiro coorientador: Lenquiste, Sabrina Alves
Primeiro membro da banca: Barbosa, Angélica Mércia Pascon
Segundo membro da banca: Nai, Gisele Alborghetti
Resumo: A obesidade tem sido considerada epidemia mundial pela Organização Mundial da Saúde que gera transtornos metabólicos, dislipidemia resistência a insulina, esteatose hepática. A obesidade é fator de risco para o desenvolvimento das doenças crônicas como as cardiovasculares e diabetes melito tipo 2. Objetivou-se avaliar se a quercetina tem potencial para amenizar os efeitos deletérios da dieta obesogência como a dislipidemia e esteatose hepática, no ganho de peso e na deposição de tecido adiposo em ratos. Utilizou-se 32 ratos machos Wistar alimentados com água e ração ad libitum e mantidos em temperatura de 23 oC e ciclo de claro/escuro de 12/12 horas que foram divididos em 4 grupos (8 ratos/grupo): GC alimentados com dieta basal; GO ratos receberam dieta obesogênica por 16 semanas e GOQ1 e GOQ2 ratos receberam ração obesogência por 8 semanas sem suplementação com quercetina, seguido de mais 8 semanas recebendo ração obesogência de 10 e 20 mg de quercetina/dia, respectivamente. A ração obesogência era composta por 50% de ração balanceada comercial, 20% de frutose PA e banha suína para atingir concentração de 30% extrato etéreo. No final colheram-se as amostras: sangue para determinação das concentrações séricas de colesterol total, HDL (High Density Lipoproteins), LDL (Low-Density Lipoprotein), enzimas AST (Aspartato Animotransferase) e ALT (Alanino Aminotransferase), amostras do fígado para análise histopatológica e os tecidos epididimal, mesentérico e retroabdominal para avaliação da deposição de gordura nos ratos. Para análises dos dados aplicaram-se ANOVA e Tukey ou Kruskall-Wallis e Dunn com significância de 5%. Os ratos do grupo GO tiveram dislipidemia e esteatose hepática. Os ratos dos grupos GOQ1 e GOQ2 não apresentaram dislipidemia e esteatose hepática, mas somente os ratos do grupo GOQ2 apresentaram reorganização das trabéculas hepáticas. A suplementação com 20 mg de quercetina/dia foi a melhor dose capaz de reduziu a dislipidemia e a esteatose hepática em ratos alimentados com dieta obesogência.
Abstract: Obesity has been considered a worldwide epidemic by the World Health Organization that generates metabolic disorders, dyslipidemia, insulin resistance, hepatic steatosis and obesity is a risk factor for the development of chronic diseases such as Cardiovascular and diabetes mellitus type 2. The objective of this study was to evaluate whether quercetin has the potential to mitigate the deleterious effects of the obesogence diet such as dyslipidemia and hepatic steatosis, weight gain and deposition of adipose tissue in rats. We used 32 male Wistar rats fed with water and ad libitum ration and kept at 23 oC and light/dark cycle of 12/12 hours that were divided into 4 groups (8 rats/Group): GC fed with basal diet; GO Rats received obesogenic diet for 16 weeks and GOQ1 and GOQ2 rats received obesogence ration for 8 weeks without supplementation with quercetin, followed by another 8 weeks receiving obesogence ration of 10 and 20 mg of quercetin/day, respectively. The obesogence ration consisted of 50% of commercial balanced ration, 20% of fructose PA and swine lard to achieve a concentration of 30% ether extract. At the end the samples were harvested: blood for determination of serum concentrations of total cholesterol, HDL (High Density Lipoproteins), LDL (Low-Density Lipoprotein), AST and ALT (Alanino Aminotransferase) enzymes, liver for histopathologic analysis and Epididymal, mesenteric and retroabdominal fats for evaluation of the deposition of Fat in the rats. In the data analyses, ANOVA and Tukey or Kruskall-Wallis and Dunn were applied, with a significance of 5%. Rats from the GO group had dyslipidemia and hepatic steatosis. Rats from Groups GOQ1 and GOQ2 did not present dyslipidemia and hepatic steatosis, but only rats from the GOQ2 group presented reorganization of the hepatic trabecula. Supplementation with 20 mg of quercetin/day was the best dose capable of reducing dyslipidemia and hepatic steatosis in rats fed with obesogence diet.
Palavras-chave: Colesterol. Flavonóide. Lipoproteína. Síndrome metabólica. Sobrepeso.
Cholesterol. Flavonoid. Lipoprotein. Metabolic syndrome. Overweight.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Mestrado em Ciência Animal
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: Maia, Joicy Priscila da Costa. Suplementação com quercetina reduz a dislipidemia e a esteatose hepática em ratos alimentados com dieta obesogênica. 2019. 52f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1304
Data de defesa: 9-Dec-2019
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joicy Priscila da Costa Maia.pdfJoicy Priscila da Costa Maia1,57 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.