???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1458
Tipo do documento: Tese
Título: Análise da composição nutricional e de compostos bioativos do chá do jucá (Libidibia ferrea) e seus efeitos na colite distal inflamatória não infecciosa induzida em ratos
Título(s) alternativo(s): Analysis of the nutritional composition and bioactive compounds of jucá tea (Libidibia ferrea) and their effects on non-infectious inflammatory distal colitis induced in rats
Autor: Fagiani, Marcela de Andrade Bernal 
Primeiro orientador: Santarém, Cecília Laposy
Primeiro membro da banca: Nogueira, Rosa Maria Barilli
Segundo membro da banca: Ceda, Inês Cristina Giometti
Terceiro membro da banca: Reis, Ianny Brum
Quarto membro da banca: Duarte, Antonio Cláudio Goulart
Quinto membro da banca: Poziomyck, Aline Kirjner
Resumo: O Brasil possui abundância de plantas nas quais destaca-se o Jucá ou “Pau ferro” e pode ser utilizado na medicina popular devido às suas propriedades antidiarreicas, cicatrizantes e analgésicas. A colite é uma doença inflamatória que causa má absorção de nutrientes e carências nutricionais. A fitoterapia para o tratamento de doenças inflamatórias intestinais é evidenciado na literatura com a finalidade de reduzir a inflamação e trazer menos efeitos colaterais. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos do chá de vagens com sementes de Jucá trituradas juntas, para o tratamento curativo em ratos com colite aguda. Determinou-se os nutrientes e antioxidantes do Jucá. Utilizou-se 40 ratos Wistar machos, divididos em 4 grupos (n=10/grupo): controle (animais saudáveis), controle colite (colite induzida), controle droga (recebendo sulfassalazina (300 mg kg-1/dia, por gavagem oral, durante 7 dias) e grupo jucá (receberam uma dose do fruto de 285mg/Kg/dia de jucá na forma de chá, via gavagem, durante 7 dias). O chá foi preparado por meio de infusão. Foi determinado o índice de atividade da doença, escore de dano macroscópico do intestino grosso, análises histopatológicas do intestino grosso, exames bioquímicos e de mensuração de antioxidação. O Jucá era maduro com teor de matéria seca (88,57±0,69 g/100 g), proteínas (7,31±0,21 mg/100 g), ferro (11,87±2,14 mg/100 g), zinco (2,03±0,07 mg/100 g) elevados. No chá foram identificados compostos fenólicos (12,22±1,04 mg GAE/g-1), flavonóides (4,63±0,76 mg Catequina/g-1) e antioxidantes (48,29±5,5 µM Trolox g-1). O grupo que recebeu o chá do jucá reduziu o consumo de água e ração (p<0,0001), apresentou maior índice de atividade da doença no dia 1 (p<0,0001) e no dia 7 (p=0,004). Todos os animais com colite apresentaram hiperemia (p=0,001) e aderência de órgãos (p<0,0001). A relação albumina/globulina foi menor nos animais que consumiram o chá (p<0,001) e a ALT (p=0,04) e o peso do fígado (p=0,001) estavam elevados nos animais com sulfassalazina. O Jucá possui elevado teor de proteina, e minerais. Houve maior concentração de compostos fenólicos, flavonoides e antioxidantes no extrato metanólico, porém, é por meio do consumo do chá das partes da planta que a população faz o uso do Jucá. A reação inflamatória causada pela colite foi de característica aguda. Houve aumento de hiperemia intestinal, infiltrafo neutrofílico, aderência e metaplasia nos animais com colite. A relação albumina/globulina indicou piora no desfecho da colite dos ratos com Jucá e o uso da sulfassalazina gerou toxicidade hepática.
Abstract: Brazil has an abundance of plants in which Jucá or “Pau ferro” stands out and can be used in folk medicine due to its antidiarrheal, healing and analgesic properties. Colitis is an inflammatory disease that causes malabsorption of nutrients and nutritional deficiencies. Phytotherapy for the treatment of inflammatory bowel diseases is evidenced in the literature in order to reduce inflammation and bring fewer side effects. The aim of the study was to evaluate the effects of pod tea with Jucá seeds crushed together for curative treatment in rats with acute colitis. Jucá nutrients and antioxidants were determined. Forty male Wistar rats were divided into 4 groups (n=10/group): control (healthy animals), control colitis (induced colitis), control drug (receiving sulfasalazine (300 mg kg-1/day, by oral gavage for 7 days) and the jucá group (they received a dose of the fruit of 285mg/Kg/day of jucá in the form of tea, via gavage, for 7 days). The tea was prepared by infusion. The disease activity index, macroscopic damage score of the large intestine, histopathological analysis of the large intestine, biochemical tests and antioxidation measurement were determined. Jucá was ripe with dry matter content (88.57±0.69 g/100 g), protein (7.31±0.21 mg/100 g), iron (11.87±2.14 mg/100 g), zinc (2.03±0.07 mg/100 g) high. In tea, phenolic compounds (12.22±1.04 mg GAE/g-1), flavonoids (4.63±0.76 mg Catechin/g-1) and antioxidants (48.29±5.5 µM Trolox g-1). The group that received jucá tea reduced water and feed consumption (p<0.0001), had a higher rate of disease activity on day 1 (p<0.0001) and on day 7 (p=0.004). All animals with colitis presented hyperemia (p=0.001) and organ adhesion (p<0.0001). The albumin/globulin ratio was lower in the animals that consumed the tea (p<0.001) and the ALT (p=0.04) and liver weight (p=0.001) were high in the animals with sulfasalazine. Jucá has a high content of protein and minerals. There was a higher concentration of phenolic compounds, flavonoids and antioxidants in the methanolic extract, however, it is through the consumption of tea from the parts of the plant that the population uses Jucá. The inflammatory reaction caused by colitis was acute. There was an increase in intestinal hyperemia, neutrophilic infiltrate, adherence and metaplasia in animals with colitis. The albumin/globulin ratio indicated a worsening in the outcome of colitis in rats with Jucá and the use of sulfasalazine generated liver toxicity.
Palavras-chave: Plantas medicinais; Antioxidantes; Inflamação; Intestino grosso; Diarreia.
Plants, Medicinal; Antioxidants; Inflammation; Intestine, Large; Diarrhea.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Programa: Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal
Citação: Fagiani, Marcela de Andrade Bernal. Análise da composição nutricional e de compostos bioativos do chá do jucá (Libidibia ferrea) e seus efeitos na colite distal inflamatória não infecciosa induzida em ratos. 2022. 78f. Tese (Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1458
Data de defesa: 30-Sep-2022
Appears in Collections:Doutorado em Fisiopatologia e Saúde Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcela de Andrade Bernal Fagiani.pdfMarcela de Andrade Bernal Fagiani6,84 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.