???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1562
Tipo do documento: Tese
Título: Autoeficácia acadêmica, motivação e autorregulação da aprendizagem no desenvolvimento de competências profissionais na formação médica
Título(s) alternativo(s): Academic self-efficiency, motivation and self-regulation of learning in the development of professional skills in medical training
Autor: BRESSA, Rebeca Carvalho 
Primeiro orientador: Murgo, Camélia Santina
Primeiro membro da banca: Turan, Sevgi
Segundo membro da banca: Bzuneck, José Aloyseo
Terceiro membro da banca: Barros, Leonardo de Oliveira
Quarto membro da banca: Sousa, Sidinei de Oliveira
Quinto membro da banca: Rodrigues, Felipe Viegas
Resumo: O ambiente universitário congrega uma série de fatores imbricados na formação médica. A pesquisa vigente visa verificar as relações entre autoeficácia acadêmica, motivação e autorregulação da aprendizagem em estudantes de medicina. Trata-se de uma pesquisa quantitativa de abordagem exploratória. Sendo dividida em quatro estudos. Nos primeiros dois, o foco foi realização de revisão sistemática da literatura com metanálise, abrangendo a autoeficácia acadêmica e a educação baseada em competências nas ciências da saúde e as competências clínicas no currículo médico. A terceira pesquisa implicou na adaptação da Escala de Autoeficácia de Realização Médica (MASS) para a realidade brasileira, sendo verificados seus parâmetros psicométricos com avaliação da estrutura interna por meio da Análise fatorial exploratória (AFE) e Análise Fator Confirmatória (AFC). O quarto estudo abordou as correlações entre autoeficácia acadêmica, motivação e autorregulação da aprendizagem em estudantes de medicina. Os instrumentos utilizados foram: Questionário Sociodemográfico (QSCA), Escala de Autoeficácia de Realização Médica (MASS), Questionário de Instrumentalidade da Autorregulação (QIAR) e Escala de Motivação para Universitários (EMA-U). Participaram do estudo de análise da estrutura interna 378 estudantes de medicina, sendo a maioria de faculdades particulares (n = 302, 79,894%), com idade média de 24,07 anos (DP = 5,964), 261 (69,048%) do sexo feminino, de distintas regiões do Brasil. Para análise dos dados foram geradas estatísticas descritivas, correlação de Pearson, teste t de student, e testes ANOVA. As revisões sistemáticas apresentaram correlações positivas entre autoeficácia acadêmica e o desenvolvimento de competências. No conjunto, a análise demonstrou que a MASS avalia autoeficácia em apenas uma dimensão, mesmo que seus itens sejam direcionados para diferentes domínios da competência médica: especialista, comunicador, colaborador, líder, defensor da saúde, acadêmico e profissional. O instrumento apresentou boa qualidade psicométrica.
Abstract: The university environment brings together a series of factors intertwined in medical training. Current research aims to verify the relationships between academic self-efficacy, motivation and self-regulation of learning in medical students. This is a quantitative research with an exploratory approach. Being divided into four studies. In the first two, the focus was on carrying out a systematic literature review with meta-analysis, covering academic self-efficacy and competency-based education in health sciences and clinical competencies in the medical curriculum. The third research involved adapting the Medical Achievement Self-Efficacy Scale (MASS) to the Brazilian reality, verifying its psychometric parameters with an assessment of the internal structure through Exploratory Factor Analysis (AFE) and Confirmatory Factor Analysis (CFA). The fourth study addressed the correlations between academic self-efficacy, motivation and self-regulation of learning in medical students. The instruments used were: Sociodemographic Questionnaire (QSCA), Medical Achievement Self-Efficacy Scale (MASS), Self-Regulation Instrumentality Questionnaire (QIAR) and Motivation Scale for University Students (EMA-U). 378 medical students participated in the study to analyze the internal structure, the majority from private universities (n = 302, 79.894%), with an average age of 24.07 years (SD = 5.964), 261 (69.048%) female, from different regions of Brazil. For data analysis, descriptive statistics, Pearson correlation, Student's t test, and ANOVA tests were generated. Systematic reviews showed positive correlations between academic self-efficacy and skills development. Altogether, the analysis demonstrated that the MASS assesses self-efficacy in only one dimension, even though its items are aimed at different domains of medical competence: specialist, communicator, collaborator, leader, health advocate, academic and professional. The instrument presented good psychometric quality.
Palavras-chave: autoeficácia
motivação
autorregulação da aprendizagem
estudantes de medicina
educação baseada em competências
self-efficacy
motivation
learning self-regulation
medical students
competency-based education
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Doutorado em Educação
Programa: Doutorado em Educação
Citação: BRESSA, Rebeca Carvalho. Autoeficácia acadêmica, motivação e autorregulação da aprendizagem no desenvolvimento de competências profissionais na formação médica. 2023. 214 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2023.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/jspui/1562
Data de defesa: 29-Sep-2023
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rebeca Carvalho Bressa.pdf3,04 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.