???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/501
Tipo do documento: Dissertação
Título: Qualidade Urbana Ambiental e Prática de Atividades Físicas: Um Estudo Sobre o Parque do Povo de Presidente Prudente SP
Autor: Xavier, Fernanda Berguerand 
Primeiro orientador: Arana, Alba Regina Azevedo
Primeiro membro da banca: Takenaka, Edilene Mayumi Murashita
Segundo membro da banca: Sposito, Maria Encarnação Beltrão
Resumo: A qualidade urbana de um ambiente está intimamente ligada ao seu ecossistema e à qualidade de vida que o mesmo lhe proporciona. Sua relação com espaços verdes urbanos tem se mostrado sólida, e, entre inúmeros benefícios, esses locais promovem oportunidades para a prática de atividades físicas (AF). Em Presidente Prudente SP, o Parque do Povo é o principal espaço verde público de lazer e esportes da cidade, destacando-se por seu uso ativo, que pode ser observado todos os dias. Este trabalho tem como objetivo verificar a relação entre qualidade urbana ambiental e a prática de AF, e discutir como o ambiente pode agir em estratégias de promoção de saúde. O nível de AF e características do uso/usuários do parque foram coletados através do System for Observing Play and Recreation in Communities (SOPARC), instrumento que se baseia em observações sistemáticas (scans) de áreas alvo pré-selecionadas. Também foi feito o uso de questionário aplicado a 200 frequentadores do parque maiores de 18 anos, em dias da semana e horários alternados. A coleta de dados foi realizada durante o primeiro semestre de 2015 e 19.105 indivíduos foram observados. O parque mostrou-se um ambiente significativo para a prática de AF, já que as atividades sedentárias representaram apenas 27% do total observado. A população adulta representou 59% da amostra, e o gênero masculino 65%. Poucas crianças foram vistas no parque nos dias de semana e poucos idosos foram vistos aos finais de semana. Os homens se envolveram mais em atividades vigorosas do que as mulheres, e ocuparam a quadra com mais instalações esportivas em número desproporcionalmente maior. O período noturno foi o mais frequentado no total (53%), e as quadras com mais equipamentos e instalações destacaram-se por seu uso. A maioria dos usuários do parque reside nas suas proximidades e possui nível superior. Os motivos relacionados a saúde foram os mais destacados para a prática de AF. Entre os respondentes, 95% afirmaram que o parque é um local que os motiva a praticar AF, sendo o fator ambiente verde o mais valorizado para escolha do local. O trabalho mostrou uma relação positiva entre a qualidade ambiental trazida pelo parque e a prática de AF. Esses resultados podem estar relacionados ao próprio processo de implantação do local e sua consequente elevação socioeconômica, que ocasionou o predomínio de usuários de classe média/alta, tendencialmente mais conscientes e disponíveis para a busca de saúde através da AF. A quantidade de vegetação mostrou-se um fator imprescindível e intimamente relacionada à motivação psicológica dos usuários. Os resultados encontrados esclarecem que determinados períodos do dia e da semana, bem como outras preferências dos usuários devem ser consideradas por gestores e profissionais para o aumento da eficácia de programas voltados à promoção da saúde. Esses programas de incentivo poderiam potencializar o uso desses espaços, aumentar o nível de AF realizado nesses locais, e, ainda, colaborar com seu uso diverso e democrático.
Abstract: The urban quality of an environment is closely linked to its ecosystem and the quality of life that it provides. Its relationship with urban green space has proved solid, and , among many benefits, these places promote opportunities for physical activity (PA). In Presidente Prudente - SP, the Parque do Povo is the main public green space for recreation and sports in the city, distinguished by its active use, which can be seen every day. This study aims to investigate the relationship between urban environmental quality and PA practice, and discuss how the environment can act in health promotion strategies. The level of physical activity and characteristics of use/ park users were collected through the System for Observing Play and Recreation in Communities (SOPARC), instrument that is based on systematic observations (scans) of preselected target areas. It was also used a questionnaire applied to 200 park users 18+, on assorted days and times. Data collection was done during the first half of 2015, and 19,105 individuals were observed. The park proved to be a significant local for PA practice, since sedentary activities represented only 27% of the total observed. The adult population represented 59% of the sample, and males 65%. Few children were seen in the park on weekdays and few elderly people were seen on weekends. Men engaged in more vigorous activities than women, and occupied the block with more sports facilities in disproportionately greater numbers. Nighttime was the most attended in total (53%), and the blocks with more equipment and facilities stood out for its use. Most park users lives in its vicinity and has higher level. The reasons related to health were the most featured for PA practice. Among the respondents, 95% said that the park is a place that motivates them to perform AF, and the factor "green environment" was the most valued for the park selection. The study showed a positive relationship between environmental quality brought by the park and the PA practice. These results may be related to the implementation process of the place and its consequent social and economic rise, which led to the predominance of middle / upper class users, who tend to be more aware and available for the pursuit of health through physical activity. The amount of vegetation proved to be a crucial factor and closely related to the psychological motivation of users. The results clarify that certain times of the day and week, as well as other user preferences should be considered by managers and professionals to increase the effectiveness of programs aimed at promoting health. These incentive programs could enhance the use of these spaces, increase the AF level held in these locations, and also work with its diverse and democratic use.
Palavras-chave: qualidade ambiental urbana
atividades físicas
promoção de saúde
áreas verdes
parques urbanos
Parque do Povo
Presidente Prudente
urban environmental quality
physical activities
health promotion
green areas
urban parks
Parque do Povo
Presidente Prudente
Área(s) do CNPq: CNPQ::
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Ambientais
Programa: Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
Citação: XAVIER, Fernanda Berguerand. Qualidade Urbana Ambiental e Prática de Atividades Físicas: Um Estudo Sobre o Parque do Povo de Presidente Prudente SP. 2016. 116 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/501
Data de defesa: 7-Mar-2016
Appears in Collections:Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Xavier.pdf4,53 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.