???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/578
Tipo do documento: Dissertação
Título: Germinação e vigor de sementes de feijão comum em condição de submersão em água
Título(s) alternativo(s): Germination and seed vigor of common bean in condition in water submergence
Autor: Vieira, Geraldo Henrique Martins 
Primeiro orientador: Custódio, Ceci Castilho
Primeiro membro da banca: Moro, Edemar
Segundo membro da banca: Narita, Nobuyoshi
Resumo: O trabalho foi realizado no Laboratório de Análise de Sementes da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) Presidente Prudente - SP, com as cultivares de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.), Pérola, IPR Tiziu e IPR 139, objetivando analisar a perda de germinação e vigor em condição de anoxia, por submersão em água deionizada por períodos de 0,1,2,4,8 e 16 horas a 25ºC. O teste foi conduzido com quatro repetições de 50 sementes por lote sendo as sementes avaliadas em critérios de germinação, vigor, comprimento de raiz e parte aérea, comprimento total, matéria seca de raiz e parte aérea, matéria seca total, condutividade elétrica. A perda de germinação e vigor é diretamente proporcional ao tempo de imersão. O período de uma hora de submersão é suficiente para que comecem a aparecer diferenças de germinação entre os cultivares. O cultivar IPR-139 apresentou-se como sendo o cultivar mais suscetível aos danos causados pela submersão, sendo recomendada sua utilização em solos de boa drenagem. Os cultivares IPR-Tiziu e Pérola apresentaram-se como sendo menos suscetíveis aos danos causados pela submersão. A embebição é rápida no início da submersão até o período de quatro horas (fase I) a partir do qual inicia-se a fase estacionária da embebição (fase II). Os cultivares que perdem menos eletrólitos para a solução de embebição são mais tolerantes a submersão em água.
Abstract: The work was performed at the Laboratory of Seed Analysis at the University of the West Paulista (UNOESTE) Presidente Prudente - SP, with cultivars of common bean (Phaseolus vulgaris L.), Pearl, Pee-wit IPR and IPR 139, aimed to analyze the loss of germination condition and vigor of anoxia, by submersion in deionized water for periods of 0,1,2,4,8 and 16 hours at 25°C. The test was conducted with four replications of 50 seeds per lot being evaluated on criteria seeds germination, vigor, root length and shoot length, total dry weight of roots and shoots, total dry matter, electrical conductivity. The loss of germination and vigor is directly proportional to the immersion time. The one-hour period of immersion is sufficient to begin to appear germination differences among cultivars. The cultivar IPR-139 showed up as the cultivar most susceptible to damage caused by submersion, and recommended its use in soils with good drainage. Cultivars IPR-Tiziu and Pérola showed up as being less susceptible to damage caused by submersion. The soaking is quick at the start of immersion until the four-hour period (phase I) from which starts the stationary phase imbibition (phase II). The cultivars that lose less electrolytes to the solution of imbibition are more tolerant to submergence in water.
Palavras-chave: Anoxia
Hipoxia
Phaseolus vulgaris
L
Germinação
Vigor
Anoxia
Hipoxia
Phaseolus vulgaris
L
Germination
Vigor
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Agrárias
Programa: Mestrado em Agronomia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/578
Data de defesa: 17-Dec-2012
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Geraldo Henrique Martins Vieira.pdf154,83 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.