???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/651
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uso de óleo de semente de linhaça no tratamento da ceratoconjuntivite seca experimentalmente induzida em coelhos
Título(s) alternativo(s): The use of linseed oil in the treatment of kerato-conjunctivitis sicca experimentally induced in rabbits
Autor: Neves, Magda Luzia 
Primeiro orientador: Andrade, Silvia Maria Caldeira Franco
Primeiro membro da banca: Melchert, Alessandra
Segundo membro da banca: Andrade, Alexandre Lima de
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia do óleo de semente de linhaça (OL) em várias preparações (oral, tópica, oral e tópica associadas) no tratamento da ceratoconjuntivite seca (CCS) induzida experimentalmente em coelhos. Foram utilizados vinte coelhos brancos machos da raça Nova Zelândia. Os animais foram divididos em 4 grupos com 5 animais cada: Grupo C (controle) animais hígidos; Grupo OLO (OL via oral); Grupo OLT (OL por via tópica) e Grupo OLOT (OL via oral e tópica). Os coelhos foram avaliados semanalmente pelo Teste de Lágrima de Schirmer (TLS), Teste de Fluoresceína (TF) e Teste de Rosa Bengala (TRB), uma vez por mês pelo exame de citologia de impressão ocular, e ao final do experimento foram sacrificados para análise histopatológica. Houve melhora clínica significativa nos parâmetros analisados (TLS, TF e TRB) em todos os grupos que usaram OL, porém, houve diferenças no desempenho de cada grupo. Os Grupos OLO e OLT apresentaram valores superiores do TLS, quando comparado com o Grupo OLOT a partir da 7ª semana até o final da observação. No TF o grupo OLT reverteu mais precocemente, a partir da 5ª semana, a incidência de úlceras na córnea, do que os demais grupos. Os Grupos OLO e OLT apresentaram TRB negativos para CCS a partir da 9ª semana, enquanto o grupo OLOT somente na última semana. Nos achados citológicos o grupo OLT apresentou um maior grau de inflamação na 4ª e 8ª semana e também nos achados histopatológicos esse grupo apresentou um maior grau de edema, degeneração e necrose do que os demais grupos. Não foi observado nenhum efeito colateral com o uso do OL. Os resultados analisados demonstraram que o OL, tanto por via oral como tópica, foi eficaz no tratamento de CCS induzida experimentalmente em coelhos e pode ser um adjuvante, natural, no tratamento desta enfermidade.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the effectiveness of the linseed oil (OL) in different preparations (oral, topically, oral and topically combined) in the treatment of the kerato-conjunctivitis sicca (KCS) experimentally induced in rabbits. Twenty white male rabbits of the New Zeland race were used. They were divided in 4 groups of 5 animals each: Group C (Control); Group OLO (OL oral); Group OLT (OL topically); and Group OLOT (OL oral and topically). The rabbits were evaluated weekly by the Shirmer Tear Test (TLS), Flourescein Test (TF) and the Rose-Bengal Test (TRB), and a ocular impression cytology exam was done once a month, and at the end of the experiment the rabbits were sacrificed to a histopathological analysis. There was a significant improvement in the parameters analysed (TLS,TF and TRB) in all the groups that used OL, but there was differences in the performance of each group. In the TLS the groups OLO and OLT showed larger values than the OLOT group from the 7th week to the end of the experiment. In TF the group OLT reverted the incidence of corneal ulcers earlier than the other groups starting on the 5th week. In TRB, the group OLO and also the OLT showed normal values starting on the 9th week, while the group OLOT only on the last week. In the cytological findings the group OLT showed a more advanced stage of inflammation on the 4th and 8th week and also on the hispathological findings of this group showed a more advanced stage of edema, degeneration and necrosis than the other groups. It wasn´t observed any collateral damage due the use of OL. The results analyzed showed that the OL, topically or oral, was efficient on the treatment of CCS experimentally induced in rabbits and can be and excellent adjuvant, natural and safe, in the treatment of this illness
Palavras-chave: Coelhos
ceratoconjuntivite seca
óleo de semente de linhaça
citologia de impressão ocular
histopatológico
Rabbits
kerato-conjunctivitis sicca
linseed oil
ocular impression cytology
histopathological, rabbits
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Agrárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: NEVES, Magda Luzia. The use of linseed oil in the treatment of kerato-conjunctivitis sicca experimentally induced in rabbits. 2011. 107 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/651
Data de defesa: 30-Jun-2011
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_ Magda - 21-08-2011- corrigido.pdf2,26 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.