???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/675
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ingestão prolongada de chá branco em ratas Wistar superovuladas
Título(s) alternativo(s): Chronic ingestion of white tea in Wistar rats superovulated
Autor: Vieira, Deyvid Parreira 
Primeiro orientador: Giometti, Ines Cristina
Primeiro membro da banca: Nogueira, Marcelo Fabio Gouveia
Segundo membro da banca: Chacur, Marcelo George Mungai
Resumo: O chá branco é uma bebida saudável, porém este chá pode interferir em vários fatores de crescimento envolvidos na reprodução e no metabolismo. Portanto, este trabalho teve como objetivo verificar o efeito do consumo prolongado de chá branco no metabolismo, no número de corpos lúteos e no peso dos ovários de ratas superovuladas. Foram utilizados dois grupos de ratas: controle (n=30) que recebeu água e o grupo que recebeu apenas chá branco para beber (n=30). O experimento durou 3 meses, o consumo de líquido e de ração foi verificado. Ao final de cada mês, 10 ratas de cada grupo eram superovuladas, com 150 UI/Kg de eCG e mais 150UI/Kg de hCG depois de 48 horas. Após 48 horas da superovulação, as ratas foram pesadas, sacrificadas, os ovários foram pesados e os corpos lúteos contados. O sangue dos animais foi colhido para hemograma e bioquímica sérica. A análise estatística foi de ANOVA seguida do teste de Tukey, foram consideradas diferenças estatísticas quando P<0,05. O grupo tratado com chá branco apresentou maior ingestão de ração (39,63 &#61617; 3,91 g) em relação ao controle (37,19 &#61617; 4,00 g; P<0,05), porém não houve diferença no peso dos animais, o grupo tratado apresentou menor concentração de colesterol (32,02 &#61617; 9,62 mg/dL) que o grupo controle (76,70 &#61617; 10,41 mg/dL; P<0,05). Não houve diferença no número de corpos lúteos e peso dos ovários entre os grupos. Conclui-se que o consumo de chá branco evita o ganho excessivo de peso dos animais, diminui a concentração sérica de colesterol e não interfere no número de corpos lúteos e no peso dos ovários de ratas superovuladas.
Abstract: The white tea in a healthy drink, but this tea can interfere in some growth factors involved in the reproduction and in the metabolism. So, the aim of this work was to verify the effect of the white tea consumption in the metabolism, number of corpora lutea and in the weight of superovulated rats. There were utilized two groups of rats: control (n=30) that received water and the group that received only white tea to drink (n=30). The experiment lasts three months and the liquid and ration consumption were verified. In the end of each month, 10 rats of each group were superovulated with 150 UI/Kg of eCG, and 150UI/Kg of hCG 48 hours later. After 48 hours of the superovulation, the rats were weighted, sacrificed and the ovaries were weighted and the corpora lutea counted, besides the blood of animals were collected for hemogram and serum biochemistry. Não houve diferença no número de corpos lúteos e peso dos ovários entre os grupos. The statistical analysis was ANOVA test followed of Tukey analysis, differences were considered when P<0.05. The group treated with white tea showed higher ingestion of ration (39.63 &#61617; 3.91 g) than control group (37.19 &#61617; 4.00 g; P<0.05). However there wasn t any difference in the animals weight. Moreover, the treated group presented lower cholesterol concentration (32.02 &#61617; 9.62 mg/dL) than control group (76.70 &#61617; 10.41 mg/dL; P<0.05). No one statistical difference was observed in the number of corpora lutea, neither in the ovaries weight between the groups. The conclusion that white tea inhibis the excessive weight gain and decreases the cholesterol concentration; furthermore the white tea does not interfere with number of corpora lutea neither in the ovaries weight of superovulated rats.
Palavras-chave: Ratas Wistar
Contagem de Células Sanguíneas
Ovário
Corpo Lúteo
Lipídios
Peso Corporal
Chá branco
Wistar Rats
Blood Cell Count
Ovary
Corpus Luteum
Lipids
Body Weight
White Tea.
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Agrárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: VIEIRA, Deyvid Parreira. Chronic ingestion of white tea in Wistar rats superovulated. 2012. 51 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/675
Data de defesa: 26-Sep-2012
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
deyvid.pdf246,06 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.