???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/730
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DA PROLIFERAÇÃO CELULAR E ESPESSURA DO ENDOMÉTRIO DE CADELAS EM DIFERENTES PERÍODOS DO DIESTRO
Título(s) alternativo(s): EVALUATION OF CELL PROLIFERATION AND ENDOMETRIAL THICKNESS OF BITCHES IN DIFFERENT PERIODS OF DIESTRUS
Autor: Gossler, Vanessa da Silva Alves 
Primeiro orientador: Giometti, Ines Cristina
Primeiro membro da banca: Castilho, Caliê
Segundo membro da banca: Fernandes, Glaura Scantamburlo Alves
Resumo: O presente estudo teve o objetivo de determinar as características histológicas do endométrio de cadela, assim como a sua proliferação em momentos específicos do diestro nos dias 10, 20, 30, 40, 50 e 60 pós-ovulação, correlacionando a espessura do endométrio com o peso, glicemia e colesterol das cadelas.Para tanto, foram analisados histologicamente os cornos uterinos direito e esquerdo de 26 cadelas clinicamente sadias ovariohisterectomizadas aos 10, 20, 30, 40, 50 e 60 dias após a ovulação. Foram realizadas a coloração de hematoxilina-eosinae também a coloração pelo método de AgNOR. Todos os parâmetros foram avaliados pelo pressuposto de normalidade de Shapiro-Wilk e as amostras submetidas a ANOVA seguida de Tukey (p<0,05). A correlação entre espessura de endométrio e peso, glicemia e colesterol plasmático foi verificada pelo método de Pearson (p<0,05). O programa utilizado foi o BioEstat® versão 5.0. Conclui-se que a espessura do endométrio não difere entre os dias pós-ovulação e que não tem correlação com o peso, glicemia ou o colesterol sérico das cadelas. Porém, há uma maior proliferação celular aos 40 dias pós-ovulação em relação aos 60 dias.
Abstract: This study aimed to determine the histological features of the endometrium of biches, as well as the cell proliferation at specific moments of diestrus, 10, 20, 30, 40, 50 and 60 days post-ovulation, correlating the endometrial thickness with the uterine cell proliferation and the metabolic state (weight, blood glucose and plasma cholesterol) of the animals. Therefore, the right and left uterine horns of 26 clinically healthy bitches submitted to ovariohysterectomy were histologically analyzed 10, 20, 30, 40, 50 and 60 days post-ovulation. The hematoxylin-eosin and AgNOR staining techniques were performed. All parameters were evaluated by the Shapiro-Wilk normality assumption and the samples subjected to ANOVA and post-hoc Tukey test (p<0.05). The correlation between endometrial thickness and uterine cell proliferation, weight, blood glucose and plasma cholesterol of animals was observed using the Pearson method (p<0.05). The software used was BioEstat® version 5.0. It was concluded that the endometrial thickness did not differs between post-ovulation days and was not correlated with the uterine cell proliferation, weight, blood glucose or serum cholesterol of the bitches. However, there was greater cell proliferation at 40 days post-ovulation compared to 60 days.
Palavras-chave: AgNOR
Cães
Hematoxilina-eosina
Útero
AgNOR
Dogs
Hematoxylin-eosin
Uterus
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Agrárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: GOSSLER, Vanessa da Silva Alves. EVALUATION OF CELL PROLIFERATION AND ENDOMETRIAL THICKNESS OF BITCHES IN DIFFERENT PERIODS OF DIESTRUS. 2015. 35 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/730
Data de defesa: 25-Sep-2015
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Venessa.pdf454,25 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.