???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/781
Tipo do documento: Dissertação
Título: Auto-Avaliação Institucional na Educação Básica - uma contribuição necessária para o aprimoramento das práticas pedagógicas
Título(s) alternativo(s): Pedagogical Practices Improvement on Basic Education and The Necessary Contribution of Institutional Auto-Assessment
Autor: Macedo, Mara Elisa Capovilla Martins de 
Primeiro orientador: Ferri, Lúcia Maria Gomes Correa
Primeiro membro da banca: Schmidt, Ivone Tambelli
Segundo membro da banca: Militão, Silvio César Nunes
Resumo: É sabido que as práticas pedagógicas precisam ser aprimoradas, sabe-se também do quanto há de resistência e de práticas inócuas na gestão pedagógica e participativa da escola. Por onde começar o aprimoramento para que os resultados se apresentem satisfatoriamente é a questão que se coloca. Assim, esta pesquisa objetiva demonstrar a prática da auto-avaliação institucional e como ela tem contribuído para democratizar a gestão escolar, quando tem como princípio a reflexão sobre os indicadores apontados na avaliação para o amadurecimento da equipe, transformação de suas práticas e conseqüente melhoria da qualidade do ensino e aprendizagem. Ao abordar a auto-avaliação institucional na perspectiva da qualidade da ação educativa e participativa, não há como desvincular a avaliação do debate ético e político sobre os meios e fins da educação nacional e do papel do educador como mediador da formação da nova prática social colocada à disposição da escola. A auto-avaliação institucional assume assim um caráter diagnóstico emancipador, ao apresentar-se como ferramenta eficaz para que a escola possa (re)pensar seu Projeto Político Pedagógico por meio da reflexão crítica coletiva que considera todos participantes como seres humanos autodeterminados, capazes de participar consciente e ativamente das transformações necessárias, ao estabelecer objetivos e metas comuns a todos. A opção teórica para análise crítico-reflexivo das práticas descritas centra-se nos estudos mais recentes da avaliação, colocando-a como questionamento crítico voltado para a transformação do ato educativo e envolvimento dos segmentos da escola para sua significação como espaço aprendente. Optou-se pela Pesquisa Qualitativa, pela metodologia de Estudo de Caso como técnica de coleta de dados por meio de análise documental e entrevistas, o que permitiu identificar informações que serviram de corpo básico da pesquisa para verificação de que a escola tem dificuldade em focar seus problemas como ponto de partida para melhoria do trabalho da instituição. Assim, este trabalho contempla uma descrição e reflexão crítica sobre a prática avaliativa de uma escola de educação básica situada em Presidente Prudente SP, que evidencia que a escola elabora sua avaliação institucional empiricamente, para cumprir uma exigência burocrática, sem alcançar seu propósito inicial de transformação das práticas escolares e atualização de seu projeto político pedagógico. Apesar de a equipe reconhecer a importância da avaliação, planejamento, participação em seu discurso, na prática cotidiana esses elementos parecem se render as emergências que surgem a cada instante, relegando o pensar a escola para um segundo plano, menos urgente. Mantém-se então o desafio para uma prática madura de avaliação sobre os fazeres da escola, sua finalidade, o conhecimento real das necessidades da comunidade, sintonizando-as assim com as políticas públicas por meio de um projeto político pedagógico real e coerente, fruto da diversidade de olhares que compõem dada realidade.
Abstract: The pedagogical practices needs are known to be improved, the same way it is known to exist an instance of resisting towards them and to exist practices which are ineffective on the pedagogical and active school administration. Herein it is discussed the issue by which an improvement can be triggered so that the fortunate results can be presented. This way, this research aims to show the institutional auto-assessment and how it has contributed for the school management democratization, when it has got as its principle the reflection itself over the data designated on the assessment in favor of the team growth, in favor of the practice change, therefore in favor of the learning-teaching quality process. Approaching the institutional auto-assessment on the quality perspective of educational and participating action, there is no possibility to separate assessment from ethical-political debate about the ways and goals of the national education and the role of the educator as a mediator of the new social practice formation available to the school. The institutional auto-assessment incorporate then, an emancipating diagnoses role, in the moment it becomes an effective tool in order to make possible to the school to rethink its Pedagogical Policy Project through collective critical reflection that considers all participants as auto-determined human beings, who are able to be consciously and actively part of the needing transformations, this way establishing goals that are common to all elements. The theoretical option for the critical-reflexive analysis of the described practices is addressed to the most recent studies about assessment, placing it as a critical issue towards the transformation of the educational action and of the involvement of all school segments for its meaning as an actual learning space. Qualitative Research has been the chosen one by the methodology of Study of Case, with a technique of data selection through document analysis plus interview, what has allowed to identify some information useful as basic component of the research, such as the difficulty the school has to focus its problems as a starting point to improve this institution work. Thus, this work gathers a critical description and reflection on the assessment practice of a elementary school in the city of Presidente Prudente SP, showing it is evident that the schools makes its institutional auto-assessment empirically, just to follow a bureaucratic demanding, lacking to achieve its initial purpose of school practice change and an updating of its pedagogical policy project. Despite the school team to recognize the importance of assessment, planning, participation on their speech. On the other hand, on a day-by-day basis those important elements seem to be rendered by the emergencies of each moment, leaving school thinking to a second place, considering it less urgent. A challenge is kept then towards a mature assessment practice over school doings, their aims, the real knowledge about community necessities, leveling them some way, with the public policies, by a Pedagogical Policy Project which is true and coherent , coming from a diversity of looks that make reality.
Palavras-chave: Auto-Avaliação Institucional
Gestão Participativa
Transformação das Práticas Pedagógicas
Institutional Auto-Assessment
Administration Participative
Changes on Pedagogical Practices
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Educação
Citação: MACEDO, Mara Elisa Capovilla Martins de. Pedagogical Practices Improvement on Basic Education and The Necessary Contribution of Institutional Auto-Assessment. 2009. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/781
Data de defesa: 16-Dec-2009
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao.pdf347,16 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.