???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/637
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos analgésico, antiinflamatório e neuroendócrino da Arnica montana 12CH comparativamente ao cetoprofeno em cães
Título(s) alternativo(s): Analgesic, anti-inflammatory and neuroendocrine effects of Arnica montana 12CH in comparison with ketoprofen in dogs
Autor: Ferreira, Rosângela Cristovão 
Primeiro orientador: Cassu, Renata Navarro
Primeiro membro da banca: Nogueira, Rosa Maria Barilli
Segundo membro da banca: Rosa, André Leguthe
Resumo: O medicamento homeopático Arnica montana tem sido frequentemente utilizado no pós-operatório, resultando em redução do processo inflamatório. Este estudo cego teve como objetivo avaliar os efeitos da Arnica montana 12CH e do cetoprofeno na dor aguda pós-operatória de cadelas submetidas à ovariossalpingohisterectomia (OSH). Dezesseis cadelas foram pré-medicadas com acepromazina 0,2% (0,05mg/kg IV), seguindo-se indução e manutenção anestésica com propofol (5mg/kg, IV) e isofluorano, respectivamente. Os animais foram distribuídos em dois grupos: GC (n=8): tratamento com cetoprofeno (1mg/kg VO), 60 minutos antes da incisão cirúrgica, administrado a cada 12 horas; GA (n=8): tratamento com Arnica montana 12CH (5 glóbulos, VO), 60 minutos antes da incisão cirúrgica, administrado a cada 8 horas. Tanto o cetoprofeno, quanto a Arnica montana foram administrados no período de 24h. Foram avaliados frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f), pressão arterial sistólica (PAS), temperatura retal (TºC), variáveis hemogasométricas, concentração final expirada de isofluorano (ETiso), concentração final expirada de dióxido de carbono (ETCO2), tempo cirúrgico, tempo de extubação, tempo de recuperação pós-anestésica e concentração sérica de cortisol. O grau de analgesia foi avaliado mediante escala descritiva numérica e o grau de edema mediante escore (0-3), às 1, 3, 6, 12 e 24 horas após o término do procedimento cirúrgico. Em casos de analgesia insuficiente foi realizada suplementação com morfina (0,5mg/kg IM). A estatística foi realizada mediante teste de Wilcoxon e Mann-Withney, ao nível de 95% de significância. Não houve diferença entre os grupos em relação ao grau de analgesia e edema. Analgesia de resgate foi necessária em quatro animais (50%) tratados com Arnica montana e cinco animais (62,5%) tratados com cetoprofeno. O cortisol não variou entre os grupos, porém foi superior em relação ao basal durante a cirurgia e na primeira hora após o término da mesma. Conclui-se que o cetoprofeno e a Arnica montana resultam em efeitos analgésico, antiinflamatório e neuroendócrino semelhantes, com necessidade de analgesia de resgate nos dois tratamentos, sugerindo que ambos são insuficientes para a modulação nociceptiva e incapazes de modular a resposta de estresse trans e pós-cirúrgica imediata quando empregados isoladamente, em cadelas submetidas à OSH.
Abstract: The homeopathic medicament Arnica montana have been frequent used in the postoperative, result in reduce of the inflammatory process. This blind study aimed to evaluate the effects of Arnica montana 12CH and ketoprofen in acute pain postoperative of bitches submitted to ovariohisterectomy. Sixteen bitches were pre-medicated with acepromazine 0.2% (0.05mg/Kg IV) followed by anesthetic induction with propofol (5mg/kg IV) and maintained with isoflurane. The animals were randomly distributed in two groups: GC (n=8) treatment with ketoprofen (1mg/Kg PO, q 12h), 60 minutes before surgical incision; GA (n=8) treatment with Arnica montana 12CH (5 globules, q 8h) 60 minutes before surgical incision. Ketoprofen and Arnica montana treatments were administered for 24 hours after surgery. Heart and respiratory rates, systolic arterial pressure, rectal temperature, arterial blood gases, end tidal isoflurane concentration (ETiso), end tidal CO2 concentration (ETCO2), duration of surgery, time to endotracheal extubation, time to post-anesthetic recovery and cortisol serum concentration were assessed. Analgesia and edema degree were evaluated by score system Additional morphine (0.5 mg/kg IM) was given when the analgesia was insufficient. Statistical analyses were performed by Wilcoxon and Mann-Whitney tests. Degree of analgesia and edema did not differ between the groups. Rescue analgesia was administered to four dogs in the GA group (50%) and to five dogs (62.5%) in the GC group. It was concluded that similar analgesic, anti-inflammatory and neuroendocrine effects were provide by ketoprofen and Arnica montana treatment. However, rescue analgesia was required in the two groups, suggesting that both promote insufficient analgesia and they did not inhibit the stress response when administered isolated in bitches submitted to ovariohisterectomy.
Palavras-chave: Analgesia
Ovariohisterectomia
Arnica montana
Cão
Cetoprofeno
Analgesia
Ovariohisterectomy
Arnica montana
Dog
Ketoprofen
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Oeste Paulista
Sigla da instituição: UNOESTE
Departamento: Ciências Agrárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: FERREIRA, Rosângela Cristovão. Analgesic, anti-inflammatory and neuroendocrine effects of Arnica montana 12CH in comparison with ketoprofen in dogs. 2010. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.unoeste.br:8080/tede/handle/tede/637
Data de defesa: 31-Aug-2010
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_ROSANGELA_27_07_2010.pdf357,13 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.